Cidade de Deus (favela)

De Dicionario de Favelas Marielle Franco
Ir para: navegação, pesquisa

Autor: Caíque Azael

 

Introdução

Cidade de Deus é um bairro da Zona Oeste do município do Rio de Janeiro. A região

Cdd2.jpg

era um sub-bairro que pertencia ao bairro de Jacarepaguá, mas, por decreto municipal, foi desmembrada de Jacarepaguá, e tornou-se oficialmente o bairro Cidade de Deus. No local encontra-se uma das maiores favelas do Rio, que também se chama Cidade de Deus. Faz limite com os bairros de Jacarepaguá, Gardênia Azul, Freguesia e Taquara.

A Cidade de Deus apresenta indicadores sociais entre os mais críticos da cidade, embora esteja situado na vizinhança de bairros nobres da cidade: a Barra da Tijuca e a Freguesia. De acordo com o IBGE, a Cidade de Deus tinha, em 2010, 36.515 habitantes. Entre eles, há desigualdades: nos acessos, o cenário é de um bairro de classe média baixa; nas partes mais pobres, proliferam barracos de madeira erguidos ao longo de valões. Segundo o Instituto Pereira Passos, o Índice de Desenvolvimento Social da comunidade é 0,559, o que a deixa em 127º lugar na lista que compara a qualidade de vida de 161 bairros cariocas. A violência une todos os seus moradores, e, ao mesmo tempo, os separa cada vez mais do restante da cidade.  

História da Favela

Foto da CDD nos anos 1960

Habitada até o século XVI pelos tamoios, no final desse século a região passou a pertencer à sesmaria de Martim Correia de Sá. Posteriormente, a região continuou a ser ocupada por fazendas que produziam cana-de-açúcar, café etc. Ao longo da década de 1960, a região recebeu pessoas removidas de várias favelas da cidade pelo governador do então estado da Guanabara Carlos Lacerda, como parte da política de remoção de favelas de outras áreas da cidade. No bairro, então, foram construídos conjuntos habitacionais. Seguindo o nome do bairro, as suas ruas receberam nomes inspirados na Bíblia: Israel, Rubens, Jessé etc. Porém logo o crescimento passou a ser desordenado, com a população ocupando os terrenos às margens do rio Grande e de seu afluente Estiva.

Desde a década de 1980, surgiram, no bairro, várias associações de moradores, agremiações de samba, agremiações esportivas, grupos de teatro, revistas, cineclubes, igrejas atuantes, grupos de dança e movimentos negros. Mais sobre o tema pode ser lido na página sobre Associativismo na Cidade de Deus. Entre 1981 e 1985, a Cidade de Deus, assim como várias outras regiões de Jacarepaguá, se emancipou e passou a constituir um bairro próprio. Em 1981, a área tomada por vários blocos de prédios virou um bairro, por meio de um decreto da prefeitura. Em 1997, a inauguração da rodovia Linha Amarela dividiu o bairro em dois. Em 2002, o sucesso do filme Cidade de Deus colocou o bairro intensamente nos veículos de comunicação, reforçando o estigma de comunidade violenta e perigosa e favorecendo uma onda de preconceito e discriminação. A partir de 2003, vários processos confluíram, constituindo novas condições de organização e articulação tendo em vista a transformação da realidade da Cidade de Deus. Após um processo intensivo de discussões, surgiu, naquele ano, o Comitê Comunitário da Cidade de Deus, que veio a reunir diferentes entidades locais tendo em vista superar o isolamento e as divisões que pautavam a atuação dessas organizações. Em 2009, a favela passou a ser ocupada pela 2° UPP.  Em 2009, com a inauguração da UPP, investidores se juntaram às ONGs e aos estrangeiros que se interessaram pela favela na época em que o filme de Fernando Meirelles foi lançado. Dois anos depois, a Cidade de Deus recebeu um visitante ilustre: o então presidente americano Barack Obama, que andou pelas ruas da comunidade. Foram dias de esperança, que, aos poucos, perderam lugar para o pessimismo. A crise econômica do país enfraqueceu os negócios, e a retomada dos confrontos entre bandidos e policiais afugentou aqueles que viam a favela como uma oportunidade de negócio.    

Curiosidades

  • Em 20 de março de 2011, a Cidade de Deus recebeu uma ilustre visita, a do Presidente dos Estados Unidos Barack Obama, acompanhado do governador do estado, Sérgio Cabral Filho e do prefeito da cidade do Rio de Janeiro, Eduardo Paes. Barack Obama jogou futebol com algumas crianças e assistiu a rápidas apresentações de dança, capoeira, grafite e futebol.
  • A judoca Rafaela Silva, nascida e criada na Cidade de Deus, levou a medalha de ouro para o Brasil no campeonato mundial júnior.
  • Uma das ações culturais que resistem na Cidade de Deus é a Poesia de Esquina, um sarau criado em 2011. A iniciativa, da antropóloga e produtora cultural Viviane Salles, de 27 anos. Algumas vezes foi suspensa: no ano passado, por exemplo, um evento teve de ser cancelado por causa da queda de um helicóptero da Polícia Militar usado durante uma operação contra o tráfico.

Dados Gerais sobre o território

  • De acordo com o Censo 2010, há cerca de 180 estabelecimentos comerciais abertos no terrtório;
  • 9,77% dos domicílios vivem abaixo da linha da pobreza;
  • Há cerca de 1360 postos de trabalho no local, a maior parte categorizada como serviços gerais e comércio;
  • Há 14 autorizações da prefeitura para comércio ambulante na região
  • Há 16 Equipamentos Municipais de Educação (10 escolas municipais, 4 EDIs, 1 CIEP e 1 creche), onde 1360 alunos estão matriculados (Data RIo, 2019)
  • Não há nenhum equipamento de cultura, esporte e lazer público na região (Data Rio, 2019)

Referências Bibliográficas

Wikipédia - Cidade de Deus

Data Rio - Cidade de Deus

Blog - Cidade de Deus

Revista Trip - 50 anos da Cidade de Deus

O Globo - Famosa mundilamente, CDD vive dias de agonia     Páginas indicadas:

Crianças e adolescentes na Cidade de Deus
Drogas_na_Cidade_de_Deus
Associativismo de base comunitária na Cidade de Deus
Educação_na_Cidade_de_Deus
Comitê Comunitário da Cidade de Deus
UPP - A redução da favela a 3 letras