Mudanças entre as edições de "Comunicação popular: quem faz? (filme)"

De Dicionario de Favelas Marielle Franco
Ir para: navegação, pesquisa
m (Gabriel moveu A comunicação popular: quem faz? para Comunicação popular: quem faz? (filme) sem deixar um redirecionamento)
 
(Uma revisão intermediária pelo mesmo usuário não está sendo mostrada)
Linha 1: Linha 1:
  
 
'''Autora: Claudia Santiago.'''
 
'''Autora: Claudia Santiago.'''
 +
 +
== Ficha Técnica ==
 +
 +
Filme: "A comunicação popular: quem faz?"
 +
 +
Ano: 2015
 +
 +
Duração: 22:44
 +
 +
Classificação: Curta/Documentário
 +
 +
Realização: Núcleo Piratininga de Comunicação
 +
 +
== O Filme ==
  
 
O filme, produzido pelo Núcleo Piratininga de Comunicação (NPC), em 2014, foi exibido no 22º Curso Anual do NPC, em novembro de 2016. Ele acompanha diversas experiências de comunicação popular em favelas da cidade do Rio de Janeiro. São jornais, programas de rádio e de televisão produzidos por moradores de comunidades como o morro do Borel, o conjunto de favelas da Maré, morro Santa Marta, Rocinha, Cidade de Deus e região de Jacarepaguá.
 
O filme, produzido pelo Núcleo Piratininga de Comunicação (NPC), em 2014, foi exibido no 22º Curso Anual do NPC, em novembro de 2016. Ele acompanha diversas experiências de comunicação popular em favelas da cidade do Rio de Janeiro. São jornais, programas de rádio e de televisão produzidos por moradores de comunidades como o morro do Borel, o conjunto de favelas da Maré, morro Santa Marta, Rocinha, Cidade de Deus e região de Jacarepaguá.
Linha 12: Linha 26:
 
Pela Rocinha, o vídeo faz uma viagem no tempo ao mostrar a relação de continuidade entre o grupo que faz a “TV Tagarela” e o “Jornal Tagarela”, que era feito e distribuído na favela na década de 1980. A TV Tagarela atua na Favela da Rocinha, desde 1998, como TV Comunitária de Rua. O responsável pela relação entre os “tagarelas” foi o livro “Varal de Lembranças”, de Eliana Segala e Tânia Regina.
 
Pela Rocinha, o vídeo faz uma viagem no tempo ao mostrar a relação de continuidade entre o grupo que faz a “TV Tagarela” e o “Jornal Tagarela”, que era feito e distribuído na favela na década de 1980. A TV Tagarela atua na Favela da Rocinha, desde 1998, como TV Comunitária de Rua. O responsável pela relação entre os “tagarelas” foi o livro “Varal de Lembranças”, de Eliana Segala e Tânia Regina.
  
Essas e outras experiências são apresentadas no documentário. Para assistir: [https://bit.ly/2k3cs2j https://bit.ly/2k3cs2j]
+
Essas e outras experiências são apresentadas no documentário.
  
Filme: "A comunicação popular: quem faz?"
+
== Filme Completo ==
  
Ano: 2015
+
{{#evu:https://www.youtube.com/watch?v=sSSFvoZzwdQ}}
  
Duração: 22:44
+
 
  
Classificação: Curta/Documentário
+
 
  
Realização: Núcleo Piratininga de Comunicação
+
 
  
'''<big>[[Categoria:Filme]]</big>'''
+
[[Category:Filme]]
 
 
&nbsp;
 

Edição atual tal como às 19h39min de 4 de dezembro de 2019

Autora: Claudia Santiago.

Ficha Técnica

Filme: "A comunicação popular: quem faz?"

Ano: 2015

Duração: 22:44

Classificação: Curta/Documentário

Realização: Núcleo Piratininga de Comunicação

O Filme

O filme, produzido pelo Núcleo Piratininga de Comunicação (NPC), em 2014, foi exibido no 22º Curso Anual do NPC, em novembro de 2016. Ele acompanha diversas experiências de comunicação popular em favelas da cidade do Rio de Janeiro. São jornais, programas de rádio e de televisão produzidos por moradores de comunidades como o morro do Borel, o conjunto de favelas da Maré, morro Santa Marta, Rocinha, Cidade de Deus e região de Jacarepaguá.

Além disso, apresenta a experiência do NPC nos cursos para a formação de comunicadores populares e no incentivo à criação de meios de comunicação nas favelas. Esse documentário teve como fonte de inspiração o filme "Grita Povo", que narra uma experiência em comunicação popular na década de 1980, em São Miguel Paulista, distrito da região Leste de São Paulo, onde vivem muitos nordestinos.

O filme narra experiências de apropriação da comunicação em comunidades populares, a partir de entrevistas realizadas com coletivos que se firmaram no estado como alternativas de comunicação e como protagonistas na produção de conteúdo.

Os entrevistados e as entrevistadas são moradores que atuam na Comunicação Popular de seus locais de moradia. Tem gente jovem, que acaba de chegar. Mas tem também pessoas mais velhas que não se assustam com o mundo virtual e encaram os novos desafios, como é o caso daqueles que fazem o Portal Comunitário da Cidade de Deus: https://cidadededeus.org.br

Pela Rocinha, o vídeo faz uma viagem no tempo ao mostrar a relação de continuidade entre o grupo que faz a “TV Tagarela” e o “Jornal Tagarela”, que era feito e distribuído na favela na década de 1980. A TV Tagarela atua na Favela da Rocinha, desde 1998, como TV Comunitária de Rua. O responsável pela relação entre os “tagarelas” foi o livro “Varal de Lembranças”, de Eliana Segala e Tânia Regina.

Essas e outras experiências são apresentadas no documentário.

Filme Completo