CoronaTrack no Santa Marta

De Dicionario de Favelas Marielle Franco
Revisão de 19h54min de 9 de julho de 2020 por Gabriel (discussão | contribs) (Painel Covid-19 Santa Marta)
(dif) ← Edição anterior | Revisão atual (dif) | Versão posterior → (dif)
Ir para navegação Ir para pesquisar

Autores: Thiago e Tandy Firmino.

 

O CoronaTrack

CoronaTrack é o nome dado ao equipamento que é capaz de captar amostras e detectar a circulação da Covid-19 no ar, desenvolvido por professores do Laboratório de Radioecologia e Mudanças Globais da Universidade Federal do Rio de Janeiro(UERJ).

A tecnologia será utilizada na favela do Santa Marta junto ao processo de sanitização que é feito regularmente pelos próprios moradores.

Da Universidade para a Favela

Abaixo o relato dos irmãos Thiago e Tandy Firmino sobre o CoronaTrack no Santa Marta:

Convidamos Heitor Evangelista, professor de Biofísica da UERJ e pesquisador do Laramg, pra monitorar a carga viral do Coronavírus nos locais por onde costumam transitar nossos moradores.

Os equipamentos vão filtrar o ar e tentar capturar o Coronavírus em uma rua de maior movimento. Vamos monitorar o coronavírus do esgoto colhendo a água em 10 pontos da favela e o ar que sai dele também.

O Coronatrack conta com a participação da Policlínica Piquet Carneiro, unidade de saúde da UERJ, onde o Laboratório de Histocompatibilidade e Criopreservação (HLA) que será responsável por realizar a análise da substância coletada por meio da testagem RT-PCR.

Fiz o convite pra essa equipe e deu tudo certo. Vai ser bacana mais essa parceria junto a nossa missão contra o covid19 na favela.

Seguimos se qualificando, treinando e avançando a cada dia.

Reportagens

Fotos do projeto

Professor Heitor Evangelista explicando o CoronaTrack.jpg
Equipamento do CoronaTrack.jpg
Reunião no Santa Marta.jpg
Reunião com participantes no Santa Marta.jpg

Para saber mais

Acesse nossos outros verbetes sobre ações lideradas pelos irmãos Firmino no Santa Marta: