Mudanças entre as edições de "Do viva Zumbi ao Hip Hop Santa Marta"

De Dicionario de Favelas Marielle Franco
Ir para navegação Ir para pesquisar
Linha 1: Linha 1:
  
 
'''Autor: Fiell'''
 
'''Autor: Fiell'''
 
  
 
= História =
 
= História =
Linha 17: Linha 16:
 
 
 
 
  
[[Category:Santa Marta]][[Category:Rapper]][[Category:Hip Hop]][[Category:Temática - Cultura]][[Category:Temática - Associativismo e Movimentos Sociais]]
+
[[Category:Santa Marta]] [[Category:Rapper]] [[Category:Hip Hop]] [[Category:Temática - Cultura]] [[Category:Temática - Associativismo e Movimentos Sociais]]

Edição das 08h24min de 14 de julho de 2021

Autor: Fiell

História

Em meados dos anos 80 o Hip Hop chega ao Brasil. Na cidade de São Paulo, foi desenvolvendo os 4 elementos: Mc, DJ, Grafite e B-Boy. Em 1996 no morro Santa Marta através do rapper Marcelo Elcy, foi criado o projeto cultural Viva Zumbi. Além de comemorar a luta de Zumbi, o evento reunia Artistas de vários seguimentos na quadra do Santa Marta pra apreciar o Hip Hop. Infelizmente o projeto viva zumbi não deu continuidade e parou as atividades em 1999, e o Hip Hop no morro Santa Marta ficou escasso. Em 2006 o rapper Fiell veio morar no Santa Marta e reacendeu o Hip Hop local. Pra preservar o projeto viva zumbi intitulou o novo projeto cultural de Hip Hop Santa Marta pra fortalecer o nome do morro.

O projeto Hip Hop Santa Marta é realizado mensalmente na quadra do Santa Marta ou na praça do cantão. É um evento gratuito, sem patrocínio do estado e município, e de cunho social, aonde arrecada alimentos não perecíveis que são distribuídos pra moradores e creche local. O Hip Hop Santa Marta acaba de completar 11 anos de ativismo cultural

Hip Hop Santa Marta