Dona Marta ou Santa Marta?

De Dicionario de Favelas Marielle Franco
Ir para: navegação, pesquisa

Autora: Simone Lopes/Grupo Eco (Santa Marta).

A origem do nome Santa Marta vem da primeira missa celebrada por Padre Velloso que ao subi até o pico cansado lembrou de uma passagem de Jesus:

“Eu subi lá no Pico. Aqui em baixo naquele tempo não tinha muito barraco. Celebramos a missa no local onde hoje é a capelinha. Aqui vai ser o refúgio para o nosso Senhor descansar. Como Santa Marta, que era dona de uma casa lá na palestina, recebia Jesus quando Ele estava cansado. Então vamos fazer aqui a mesma coisa. Aqui vai ser uma residência de Santa Marta, ela vai ser a padroeira disso aqui." -  Padre Velloso 

Dona ou Santa? Apesar do Santa Marta está localizado no acidente demográfico Dona Marta, estas questões não conflitavam entre os moradores. Todos sentiam-se moradores do Santa Marta. E, as pessoas que moram no asfalto não tinham interesse e nem se preocupavam com isto.

O Padre Velloso que batizou com o nome de Santa Marta por volta de 1930, oficialmente foi registrado em 1965 com o nome Associação de Moradores do Morro Santa Marta. O registro dava força e visibilidade nas discussões sobre as melhorias estruturais na favela.

Para que não se tenha mais dúvidas abaixo o trecho do Estatuto da Associação de moradores do Morro de Santa Marta.

            Art.1º - A ASSOCIAÇÃO DE MORADORES DO MORRO DE SANTA MARTA foi fundada em 24 de outubro de 1965.

            Art.2º - Pode ser reconhecido o seu nome por extenso de Associação dos Moradores do Morro de Santa Marta ou pelas siglas A.M.M.S.M.

Mas tudo começou a ficar confuso quando em 1987 a Mídia falando sobre a guerra do tráfico (ZacaXCabeludo) que conflitava na favela começou suas manchetes com o nome Dona Marta em letras garrafais, como sempre não se preocupavam ou perguntavam sobre os indivíduos que habitavam ali, mas a preocupação de expor uma guerra e de localizá-la no mapa geográfico e coincidentemente chamava-se Morro Dona Marta.

A partir daí a luta dos moradores pela sua identidade e sua história começou a ser travada com a Mídia e alguns moradores que aceitaram a imposição dos meios de comunicação e também a imposição religiosa.

                                                                     Manchete de jornal

                                                                     Santa marta band.jpeg

Mas, finalmente uma vitória foi conquistada quando no dia 12 de novembro de 2007, o prefeito da época, Cesar Maia decretou no Diário Oficial do Município a diferença entre o Morro Dona Marta e a Favela Santa Marta, esta que é cheia de vida e com muitas Histórias de sobrevivências e lutas, além da cultura pulsante nas veias dos moradores.

Decreto na íntegra retirado do site: Jus Brasil (https://cm-rio-de-janeiro.jusbrasil.com.br/legislacao/292070/decreto-28674-07

                     Decreto 28674/07 | Decreto nº 28674 de 12 de novembro de 2007

                     O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso das atribuições legais e, CONSIDERANDO que a confusão a respeito dos nomes surgiu em função do Mirante Dona Marta, ponto turístico no cume do morro;

                    CONSIDERANDO que o Morro Dona Marta foi assim chamado, em homenagem a Dona Marta Figueira de Mattos, mãe do Vigário Geral Dom Clemente José de Mattos, proprietário no século XVII, da Quinta São Clemente em Botafogo, cujas terras se estendiam até a Lagoa Rodrigo de Freitas. Nelas Dom Clemente abriu um caminho que dava acesso a Capela de São Clemente, por ele erguida, esse caminho deu origem a atual Rua São Clemente; e, CONSIDERANDO que a favela se chama Santa Marta por causa de uma imagem da Santa homônima situada dentro de uma capela na parte alta da comunidade. Essa imagem foi levada lá por uma antiga moradora no início do século XX. Com a chegada do Padre Veloso na década de 1930, foi construída essa pequena capela para abrigar a imagem de Santa Marta, consolidando assim o nome do local, DECRETA:

               Art. 1º Respeitando a tradição e a história, com base nas considerações deste Decreto, a nominação do morro localizado na Rua São Clemente é MORRO DONA MARTA e a comunidade local é FAVELA SANTA MARTA.

               Art. 2º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.

               Rio de Janeiro, 13 de novembro de 2007 - 443º de Fundação da Cidade,

               Ass.: CESAR MAIA. 

Mas a luta pela individualização não acabou; muitos meios de comunicação e jornalistas conscientes já falam em Santa Marta, apesar de aparecer muitas vezes o nome Dona Marta na legenda, mas a luta maior é com alguns moradores que por causa da religião continuam chamando de Dona. É triste quando se ouve isso, agora pergunto: Você vai à São Paulo, ou ao Sr. Paulo? Você vai à Santa Teresa ou dona Teresa? E, tantos outros lugares com nomes de Santo e Santa.

Por que logo no Santa Marta tem que ser diferente?

Como você se sente quando mudam seu nome? Mudar o nome do Santa Marta é como se apagasse sua história, sua identidade a memória de todas as lutas travadas pela sobrevivência. Para permanecer no local, por melhores condições de vida e por todos seus direitos como qualquer cidadão do mundo.