Mini Postos de Saúde na Nova República

De Dicionario de Favelas Marielle Franco
Revisão de 11h25min de 15 de abril de 2020 por Clara (discussão | contribs)
(dif) ← Edição anterior | Revisão atual (dif) | Versão posterior → (dif)
Ir para navegação Ir para pesquisar

Autora: Luisa Regina Pessôa

Sexta República Brasileira ou Nova República (1985) é o nome do período da História do Brasil que se seguiu ao fim do regime militar. É caracterizado pela ampla democratização política do Brasil e a promulgação da Constituição de 1988, que institui um Estado Democrático de Direito e uma república presidencialista. (WIKIPEDIA, 21/01/2018) No âmbito da Saúde, após o Plano de Reorientação de Assistência à Saúde no âmbito da Previdência Social (Plano CONASP-1982), assume-se a proposta das Ações Integradas de Saúde como iniciativa democratizante e de avanço das lutas democráticas que culminam com início da Nova República. É nesse contexto que surgem o Mini Postos de Saúde, na Cidade do Rio de Janeiro, implantados em Favelas no Rio de Janeiro. O vídeo (2010), em seu primeiro bloco, gravado com funcionários do Posto de Saúde Albert Sabin e moradores da Rocinha, com destaque para Martins (morador desde 1967) e liderança na comunidade nos anos setenta, e Maria de Araújo Barrozo, Agente Comunitária na Rocinha desde 1979, e em 2010 continua trabalhando no Posto Albert Sabin. Eles contam como era a comunidade naquela época, sem agua potável, sem luz elétrica, e manchetes das capas do jornal da comunidade, o Tagarela, ilustram as informações de Martins e Maria. Esse primeiro bloco se encerra, com depoimento da Maria Helena Carvalho, Enfermeira, Diretora do Posto Albert Sabin, e moradora da Rocinha, enumerando as vantagens de trabalhadores do Posto estarem lá desde 1982, ou 1985, para se alcançar 100% de cobertura da Estratégia de Saúde da Família em 2010. No segundo bloco, (3:15) o Prof. Antônio Ivo de Carvalho fala sobre o processo de transformação da Previdência Social e da Assistência Médica a partir da década de 1970, fruto da crise de financiamento dos setores e do esgotamento do modelo privatista e hospitalocêntrico da saúde, oportunizando a ascensão de modelo baseado na atenção primária, na regionalização, emergindo a iniciativa das Ações Integradas de Saúde no início da década de 1980. No terceiro bloco, o vídeo traz a fala do Subsecretario da SUBPAV da SMSDCRJ, Daniel Soranz, fazendo um resgate dos princípios e dos conceitos da Reforma Sanitária para os Cuidados Primários, e aplicando-os nas Clinicas da Família implantadas pela Prefeitura. O bloco se encerra com a fala de Hans Dohmann, Secretário Municipal de Saúde do Rio de Janeiro, explicando as mudanças na organização do Sistema de Saúde da Cidade com a implantação das Clínicas da Família.

30 anos de saúde na Rocinha