Radar Covid-19 nas Favelas (boletim)

De Dicionario de Favelas Marielle Franco
Revisão de 15h04min de 10 de junho de 2021 por Clara (discussão | contribs)
(dif) ← Edição anterior | Revisão atual (dif) | Versão posterior → (dif)
Ir para navegação Ir para pesquisar

Autoria: Observatório COVID-19 Fiocruz

O Radar COVID-19 nas Favelas é um informativo produzido no âmbito da Sala de Situação Covid-19 nas Favelas do Rio de Janeiro, vinculada ao Observatório COVID-19 da Fiocruz. A publicação faz par com o Boletim Socioepidemiológico de nome homônimo, com a diferença de ser construída a partir do monitoramento ativo de fontes não oficiais (vigilância de rumores) das comunidades cariocas. Estruturado com base no monitoramento ativo (vigilância de rumores) de fontes não oficiais – mídias, redes sociais e contato direto com moradores, coletivos, movimentos sociais, instituições e articuladores locais – busca sistematizar, analisar e disseminar informações sobre a situação de saúde nos territórios selecionados, visando promover a visibilidade das diversas situações de vulnerabilidade e antecipar as iniciativas de enfrentamento da pandemia.

Os relatos são coletados por meio da constituição de uma rede de interlocutores, valorizando a produção compartilhada de conhecimento, o acesso e a participação ativa de moradores de favelas e de seus movimentos sociais.

1ª edição (31/07)

Na primeira edição, o Radar Covid-19 Favelas traz relatos de moradores das favelas do Catiri, Jacarezinho, Manguinhos e Maré, além da seção Debates intitulada Racismo estrutural, favelas e  saúde mental. Nela, padre Geraldo Natalino (Padre Gegê) e a conselheira de saúde Darcília Alves discutem as diferentes formas de influência das questões de raça, classe e gênero no viver da favela.

 load PDF

 

2ª edição (26/08)

Nesta edição, o Radar Covid-19 Favelas aborda com destaque o direito à moradia e a remoção de habitações populares durante a pandemia; a comunicação comunitária e a saúde mental nas favelas; a violência armada e falta de abastecimento de água como desafios impostos ao controle do contágio pelo novo coronavírus nas favelas, entre outros assuntos.

 load PDF

3ª edição (20/10)

terceira edição do informativo Radar Covid-19 Favelas traz em destaque os 30 anos do Sistema Único de Saúde (SUS), completados em setembro. Também foram coletados relatos sobre a dinâmica de contágio em ocupações urbanas e conjuntos habitacionais da cidade do Rio de Janeiro; relatadas modificações no sistema de avaliação da rede estadual de educação em função da pandemia; e a suspensão da liminar que garantia o abastecimento de água para todas as pessoas durante o período de crise sanitária.

No espaço de debates, reflexões sobre a pandemia e o para além da pandemia nas favelas do Rio de Janeiro, com Sonia Fleury, coordenadora do Dicionário de Favelas Marielle Franco, Itamar Silva, representante do Conselho Editorial e do Grupo ECO, e Monique Cruz, de Manguinhos.

 load PDF

 

4ª edição (24/11)

A quarta edição do Radar Covid-19 Favelas traz em destaque o Especial ACS, reunindo depoimentos de Agentes Comunitários de Saúde (ACS). O informativo também apresenta reivindicações e denúncias realizadas por moradores, trabalhadores e pessoas que atuam em territórios periféricos do Rio de Janeiro. 

São destaques dessa seção: a V Semana dos ACS, realizada online pela Comissão de Agentes Comunitários de Saúde de Manguinhos (Comacs Manguinhos); a falta de água na Maré durante a pandemia e a dragagem do canal São Fernando que está fazendo a Estrada José Cid Fernandes, no bairro de Santa Cruz, Zona Oeste do Rio, afundar, deixando moradores da região sem coleta de lixo e com a circulação afetada. 

 load PDF

5ª edição (30/12)

Nesta quinta edição, a seção MegaFone destaca a campanha iniciada por coletivos de favelas, dentre eles, a Frente de Mobilização da Maré. Um formulário virtual identificou 400 locais diferentes de favelas e periferias convivendo com o problema da falta de água, ameaçando uma das principais medidas de prevenção à Covid-19.

Além disso, a seção Debates apresenta em texto as análises feitas por representações de coletivos e movimentos sociais de favelas durante roda de conversa virtual promovida pela equipe Radar Covid-19 Favelas no dia 8 de dezembro. Nele, são pautados o cenário atual configurado pelo enfraquecimento das ações de solidariedade e da mobilização nos territórios populares, bem como pelo vazio de políticas públicas a eles direcionados; a necessidade de convergência para uma agenda comum entre os diferentes coletivos e movimentos sociais em torno da preservação da vida nas favelas; e a demanda pela continuidade dos esforços de negociação e disputa com o poder público para conquista de planos de ação que levem em consideração as necessidades emergenciais e estruturais das favelas e periferias.

 load PDF

6ª edição (01/02)

A sexta edição do Radar Covid-19 Favelas traz o especial Pandemia e Extrema Zona Oeste com série de textos sobre as mobilizações em andamento nos bairros mais pobres da Zona Oeste do Rio de Janeiro, entre eles, um relatório de impacto da pandemia de Covid-19 na região. As concessões de serviços da Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae) à iniciativa privada e a demanda da vacina contra Covid-19 para todos também são destaque. 

A seção Megafone destaca as denúncias de moradores que tiveram suas casas invadidas durante operação policial na favela do Santa Marta, na Zona Sul do Rio de Janeiro, noticiadas pelo Portal Favela. Também nessa seção, moradores de pelo menos 50 bairros do Rio de Janeiro relatam cheiro ruim e gosto estranho na água, entre eles, Piedade, Engenho de Dentro, Bangu, Senador Camará, Vila Valqueire e Sulacap. Após a “crise da geosmina”, em que foi comprovada a presença de esgoto doméstico e poluição industrial na água, os relatos descrevem o temor por uma nova crise hídrica do Estado. E mais!

 load PDF

7ª edição (03/03)

sétima edição do Radar Covid-19 Favela traz o especial Vacina para as favelas e periferias com textos sobre o direito à vacinação. A seção Debates discute a volta às aulas a partir do ponto de vista do Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do Rio de Janeiro (Sepe/RJ) e do Movimento de mães, pais e responsáveis pela escola pública municipal carioca (MovEM-RIO). 

A seção Megafone traz denúncias de famílias vítimas de um incêndio em ocupação no sub-bairro Jesuítas - Santa Cruz, Zona Oeste do Rio de Janeiro -, que ainda aguardam solução definitiva e o aluguel social prometido pela Prefeitura do Rio. O dia 10 de fevereiro entrou no calendário da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) como dia de mobilização para o enfrentamento da Covid-19 nas favelas. 

 load PDF

8ª edição (01/04)

A oitava edição do Radar Covid-19 Favelas traz em destaque o tema Transporte público e pandemia na seção O que tá pegando nas favelas? com textos que abordam problemas de mobilidade urbana nos territórios periféricos e seus efeitos concretos para a propagação do novo coronavírus. 

A seção Megafone traz informações sobre a greve em defesa da saúde e da vida realizada pelos trabalhadores da educação do Estado do Rio de Janeiro. Cerca de 280 profissionais se reuniram em assembleia virtual e decidiram pela continuidade da greve. Eles defendem a manutenção das atividades remotas em homeoffice. 

 load PDF

9ª edição (12/05)

A nona edição do Radar Covid-19 Favelas traz o especial Desigualdades, pobreza e o avanço da fome em plena pandemia com textos, pesquisas e depoimentos sobre desigualdade social e a questão da fome e insegurança alimentar no contexto da pandemia da Covid-19 no Brasil.  A edição pode ser acessada na íntegra.

O Especial Desigualdades, pobreza e o avanço da fome em plena pandemia apresenta os textos A raiva e a fome é coisa dos homens, do historiador e morador da favela da rocinha, Roberto Castro de Lucena; e Fome em tempos de pandemia, de Silvia Baptista, integrante da Teia de Solidariedade Zona Oeste. Os textos procuram retratar os efeitos da pandemia para famílias das favelas e periferias do Rio de Janeiro que estão com dificuldades de manter condições básicas de vida e saúde: como alimento e renda. Na busca de soluções, redes de apoio e movimentos sociais promovem ações de amparo contra o desemprego e a insegurança alimentar.

Em O que tá pegando nas favelas?, o texto 28 mulheres condenadas a enterrar seus filhos em pleno Dia das Mães, da técnica em educação social e integrante da Coalizão Negra por Direitos, Monica Cunha, apresenta o relato do luto materno, mobilização, luta contra o genocídio da juventude negra e a denúncia contra a ação policial mais violenta da história do Estado do Rio de Janeiro, na favela do Jacarezinho. A seção também conta com o depoimento de Elenice Pessoa, moradora de Manguinhos e integrante do Conselho Gestor Intersetorial do Teias Manguinhos sobre a reabertura da UPA de Manguinhos depois de 95 dias com as portas fechadas e a importância das mobilizações em defesa do Sistema Único de Saúde e do atendimento humanizado e igualitário. 

 load PDF

10ª edição (10/06)

Nesta décima edição, o Radar Covid-19 Favelas traz o especial Maternidades e Juventudes entre Lutos e Lutas pela Vida, com relatos da luta das mães vítimas de violências de Estado e a conjuntura atual da pandemia. Nestes textos, são realizadas homenagens, como para a mãe Kathlen Romeu, assassinada nesta semana em uma ação policial no Complexo de Lins, e outros debates de grupos e redes de movimentos, como o texto assinado por Cláudia Rose Ribeiro da Silva, "Mães em luta por justiça e pela vida"

O conteúdo publicado é composto de relatos de moradores, notas de movimentos sociais e coletivos, denúncias e reportagens sobre o contexto enfrentado por territórios de favela e periferia durante a pandemia. 

 load PDF