Banco Nacional de Habitação (BNH) e a urbanização de favelas - Eliane Junqueira (entrevista)

Por equipe do Dicionário de Favelas Marielle Franco

Entrevista com Eliane Junqueira sobre Banco Nacional de Habitação (BNH) e a urbanização de favelas, episódio do Projeto Memórias do Urbanismo Carioca, série de entrevistas do Laboratório de Estudos Urbanos e Socioambientais - LEUS (PUC-Rio) contando a história do urbanismo no Rio de Janeiro.

A série explora a gênese e os desdobramentos do conhecimento urbanístico no Rio de Janeiro. Recupera como seus principais atores pensaram e agiram sobre a cidade; reconta como, em suas tentativas de transformar a vida da cidade, se defrontaram com querelas intragovernamentais. Nesse processo, seleciona trechos da memória dos depoentes, e reexamina a história ao longo da vida urbana da cidade da década de 1930 até o momento atual.

Autoria: Rafael Soares Gonçalves[1].
Eliane Junqueira.
Eliane Junqueira.

Sobre[editar | editar código-fonte]

Essa série trabalha mais especificamente os projetos de urbanização das favelas carioca. O auge do período de remoções, ocorrido entre 1962 e 1975, culminou com a transferência de aproximadamente 140 mil pessoas para conjuntos habitacionais situados em áreas distantes da cidade do Rio de Janeiro. Esse processo provocou profundas alterações na cidade com a eliminação de grande parte das favelas localizadas na Zona Sul, sobretudo no entorno da Lagoa Rodrigo de Freitas. O fracasso dessa política habitacional junto com o processo de democratização permitiu a construção de um novo discurso voltado para a urbanização das favelas.

O Rio de Janeiro tornou-se um grande laboratório de políticas urbanas e todas as esferas de poder investiram em políticas de urbanização. Do final dos anos 1970 aos anos 1990, a cidade se tornou um centro importante de construção de conhecimento sobre tais intervenções, tornando-se um modelo, por órgãos de fomento internacional, replicado para a América Latina e mesmo para outros países do mundo. O presente projeto - coordenado pelo pesquisador Rafael Soares Gonçalves no contexto do Laboratório de Estudos Urbanos e Socioambientais (LEUS-DSS/PUC-Rio) e financiado pelo CNPq - está compilando tal memória, produzindo um acervo de entrevistas com técnicos e gestores diretamente envolvidos na produção de conhecimento e na aplicação de políticas de urbanização de favelas na cidade do Rio de Janeiro nesse período.

Entrevista[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

  1. Conteúdo publicado originalmente em LEUS - Laboratório de Estudos Urbanos e Socioambientais (PUC-Rio) e republicado pela equipe do Dicionário de Favelas Marielle Franco.