Coletivo Mães da Periferia

Por equipe do Dicionário de Favelas Marielle Franco
Informações retiradas das redes sociais do coletivo.
Coletivo Mães da Periferia.
Coletivo Mães da Periferia.

O Mães da Periferia é um coletivo de mulheres da Zona Leste de Porto Alegre que luta por vida digna e educação popular de qualidade para as periferias, atuando diretamente com famílias em vulnerabilidade social.

História[editar | editar código-fonte]

O coletivo Mães da Periferia surgiu há pouco mais de um ano, quando a estudante do curso técnico de Enfermagem Letícia do Nascimento apresentou um trabalho sobre saúde coletiva. Na atividade, a aluna abordou a falta de estrutura mínima na Ocupação Jardim Continental, no Morro Santana, na capital gaúcha, onde residia. Na comunidade, há moradias sem abastecimento de esgoto, água e luz. A coleta de lixo é precária. “Não é sobrevivência, é subviver”, define Letícia.

Na ocasião, a professora de Letícia ficou sensibilizada e passou alguns contatos de pessoas que poderiam ajudá-la. A iniciativa resultou no pontapé inicial para a formação do coletivo.

Foto de Letícia do Nascimento.
Foto de Letícia do Nascimento.

Letícia recebeu a doação de 32 cestas básicas e precisou pensar em como estabelecer prioridades e distribuir os alimentos de forma justa. Como era recém chegada na comunidade, a dificuldade era ainda maior. Neste desafio, contou com a ajuda de oito amigas e vizinhas. Juntas, definiram que a preferência seria das mães solo e daquelas com o maior número de crianças, incluindo filhos e enteados.

Assim, surgiu o Mães da Periferia. Em um único dia, foram cadastradas 187 famílias em situação de vulnerabilidade social. De lá para cá, o coletivo mapeou 3,5 mil famílias.

O trabalho social se expandiu por comunidades de Porto Alegre, Viamão e Alvorada. Hoje, Letícia conta com o apoio de aproximadamente 15 mulheres, que multiplicam seu trabalho nestes territórios. “Queremos potencializar mulheres de áreas distintas para atender em mais comunidades”, explica sobre a atuação no levantamento das áreas e das demandas.

Vídeo[editar | editar código-fonte]

Redes sociais[editar | editar código-fonte]