Morro da Formiga

De Dicionario de Favelas Marielle Franco
Ir para navegação Ir para pesquisar

Informações retiradas da internet pela equipe do Dicionário de Favelas Marielle Franco

A favela

Morro da Formiga.jpg

Morro da Formiga é uma favela brasileira, situada na Muda, um sub-bairro da Grande Tijuca [1], Zona Norte do Rio de Janeiro. É muito conhecida por ser o local onde nasceu a escola de samba Império da Tijuca.[2] A comunidade possui tres vias de acesso: as ruas Jocelina Fernandes (pela rua 18 de Outubro, Medeiros Pássaro e da Cascata, ambas começando na Rua Conde de Bonfim, altura do número 800.

História

A comunidade da Formiga está localizada no bairro da Tijuca, na zona norte da Cidade do Rio de Janeiro, bairro tradicional, inicialmente denominado Freguesia do Engenho Velho, tendo sido anteriormente uma área de plantação de café e posteriormente bairro operário, também abrigando famílias nobres.

O morro foi inicialmente ocupado por imigrantes de Portugal e Alemanha em 1911. A área só teve sua ocupação intensificada a partir do loteamento feito nas encostas entre as décadas de 1940 e 1960. Migrantes vindos, principalmente, do Espírito Santo e Minas Gerais, a procura de uma melhor qualidade de vida, começaram a ocupar o território expandindo a comunidade por toda a área da bacia do rio Cascata, afluente do rio Maracanã, chegando até a encosta do morro Sumaré.

Formiga..jpg

A origem do nome da comunidade tem várias versões. Uma das principais diz que na época em que a prefeitura abriu as ruas 2 e 3 houve uma verdadeira invasão de formigas, segundo alguns moradores formigas grandes, e de formigueiros que “chegavam a altura de uma pessoa”. Os funcionários da prefeitura, quando se referiam àquela localidade onde as obras aconteciam, diziam que estavam indo para o Morro das Formigas. O nome se consolidou e a comunidade é conhecida assim até hoje.

A Formiga possui muitas tradições, principalmente mineiras e capixabas. Além de cultivarem hábitos culinários daquela região, como feijão tropeiro e galinha caipira.

Uma das tradições do Morro da Formiga é a folia-de-reis. Ela começou por volta da década de 1940 e existe até hoje. Naquela época, os então adolescentes Sebastião (mais conhecido como Adão de Deus) e Duzuca (conhecido como Zuma) resolveram criar uma folia-de-reis, a Amarela e Branca, que carregava a marca da criatividade de seus inventores. Os instrumentos eram feitos de papelão, e seu Sebastião foi seu primeiro palhaço

Fundado em 08 de dezembro de 1940, no Morro da Formiga, situado na Tijuca, Rio de Janeiro, o Grêmio Recreativo Escola de Samba Educativa Império da Tijuca foi a primeira agremiação ligada ao Carnaval a usar a palavra “Império” em seu nome. Por essa razão, inclusive, seu símbolo é uma coroa.

Império da Tijuca

Ensaio da bateriano SetorBazanha aos domingos..png

Uma  manifestação  cultural importante  no  Morro  da  Formiga é  o  samba.  A tradicional escola de samba Império da Tijuca foi fundada em 8 de dezembro de 1940 e está sediada na rua Medeiros Pássaro n°84, Setor Bazanha. Desde 2007 a escola permanece no grupo de acesso A. A escola promove a tradicional feijoada  uma  vez  por  ano,  sempre  no  dia  23  de  abril,  dia de  São  Jorge. Uma  vez  por mês, aos domingos, ocorre a macarronada imperial junto com apresentação de grupos de pagode,  passistas  e  alguns  segmentos  da  escola  (mestre  sala,  porta  bandeira  e  bateria).  Nos ensaios aos domingos, há dois ambientes diferentes:samba dentro do espaço da escola e,do lado de fora,toca-sepagode, sertanejo, charme e funk.  Esses  dois  ambientes  surgiram  para  satisfazer  tanto os componentes da escola como também as outras pessoas que não vão para os ensaios só  por  conta  do  samba. 

Funcionando  também  como  um  centro  cultural,  a escola de  samba  Império  da Tijuca  também oferece  aulas  gratuitas  de  percussão,  violão  e  cavaquinho  para  os moradores da comunidade.

Folia de Reis

A tradição das Folias de Reis no Morro da Formiga tem acompanhado a própria história do morro. Uma história de sincretismo, resistência e devoção narrada pelos próprios moradores.

Lazer

Autores: Allana Camargo, Roberta Sales, Marcelo Melo e Bruno Gawryszewski.

Vista da trilha no Morro da Formiga. FOTO ANF..jpg

Um local de  funcionamento como  equipamento  de  lazer  onde ocorrem várias atividades é  a Associação  de Moradores.  Fundada  em  1964, está  situada na  quadra de esportes, na área central  da  comunidade. Quem  controla  o  uso  da  quadra  é  a Associação de Moradores que cede o espaço para peladas, aulas de ginásticas, vôlei e futsal. Aos finais de semana  na quadra de esportes ocorrem apresentações de grupos de pagode e  equipes  de  funk,  apresentações  estas  organizadas  por  moradores,  MCs  e  DJs  da própria comunidade.

Na Formiga existem a Praça  da  Bíblia, a Praça  da  Cascata  e  a Praça  Zé  Flamengo, localizadas no Setor Coruja, no Setor Cascata, e no Setor Niteroizinho, respectivamente.

Outro  espaço  de  lazer  no  morro  se  dá no  Posto  de  Saúde  Professor  Júlio Barbosa,  na  Rua  Castelnuovo  150, em  que  são  oferecidas aulas de  ginástica  para  os idosos. Toda  última  segunda-feira  do  mês  ocorre uma   aula   extra   fora   do   morro, como   caminhar   na   praia,   passeios   em   Paquetá, caminhadas até o Alto da Boa Vista e Floresta da Tijuca. 

Também existe um campo de terra batida, mais conhecido como Raia, localizado na  Rua  3,  onde  ocorre  o Torneio  de  Futebol  da  Formiga.  Não  tem  data  específica  para realização do torneio, mas normalmente acontece de três em três meses com as crianças e  jovens/adultos  aos  finais  de  semana.O torneio é  organizado  por  dois  moradores do  Morro da  Formiga,  não  há  taxa  de  inscrição  e  nem  cobrança  de  mensalidades. Há  amistosos contra times de outras localidades.

 

Sustentabilidade

Autoras:  Claire Lepercq e Nia McAllister.

Um sistema para gestão de água no Morro da Formiga..jpg

Um dos projetos de sustentabilidade mais antigos é o do manejo comunitário dos recursos hídricos, através das sociedades de água. Estabelecidos por moradores muito antes da prefeitura prover um sistema para a comunidade, as sociedades de água geriam as nascentes encontradas em vários locais no morro. Apesar de a CEDAE agora abastecer água na comunidade, os moradores não estão satisfeitos com sua qualidade. A água da CEDAE é encanada das ruas até uma cisterna localizada dentro da floresta e acima da favela. Lá, a água é tratada com cloro para remover bactérias, mas os moradores do Morro da Formiga preferem a água natural e cada uma das sociedades de gestão de água gera uma nascente.

As sociedades de água da comunidade estabeleceram cisternas para que a água de cada nascente fosse enviada diretamente para a casa dos membros por meio do seu próprio encanamento. Os membros são proibidos de encanar suas águas para outras casas. Sistemas de água como a unidade Boa Vista, construída em 1949, e a unidade de São Jorge, 1964, vem provendo água para a comunidade por mais de meio século. As unidades ainda funcionam hoje e cada uma fornece água para aproximadamente 20 casas.

Além das sociedades de água, os moradores do Morro da Formiga organizam e implementam projetos sustentáveis como grupos de coletores de livros e equipes de reflorestação para melhorar o bem estar social e ambiental de sua comunidade.

Referências

Júlio Vitor Costa da Silva - Sociedades de água do morro da Formiga.

LICERE - Análise sobre os Espaços de Esporte e Lazer no Morro da Formiga/RJ.

RioOnWatch - Sociedades de Água e Outras Iniciativas Sustentáveis Prosperam no Morro da Formiga.

Wikipédia - Morro da Formiga.