Mudanças entre as edições de "“A pandemia está nos deixando loucos!” - violência doméstica, desemprego, fome... Como atender? (live)"

De Dicionario de Favelas Marielle Franco
Ir para navegação Ir para pesquisar
 
Linha 1: Linha 1:
 +
  
 
== Sobre ==
 
== Sobre ==
Linha 8: Linha 9:
 
Quarto episódio da série de lives: "Favelas em Movimento": “A pandemia está nos deixando loucos!” - violência doméstica, desemprego, fome... Como atender?
 
Quarto episódio da série de lives: "Favelas em Movimento": “A pandemia está nos deixando loucos!” - violência doméstica, desemprego, fome... Como atender?
  
Nesta live, o objetivo foi discutir os impactos da pandemia na saúde mental de moradores de favelas e periferias no Brasil.
+
No quarto episódio da série "Favelas em Movimento", os convidados debateram os impactos à saúde mental nas famílias oriundas das favelas brasileiras ocasionadas pelo coronavírus e seus desdobramentos. Fatores como a fome e o empobrecimento, o aumento do desemprego e da violência doméstica após o início do isolamento social foram apontados como causas da sobrecarga mental destas populações durante a pandemia. Também foram discutidos os esforços em legitimar o debate sobre saúde mental no país, sobretudo nas periferias urbanas, e a importância desse diálogo no acompanhamento de famílias que enlutam entes queridos vítimas da Covid-19.
 +
 
 +
 
  
 
Convidados: Ingrid Monteiro Siss Braga , faz parte daCasa Dona Amélia/ Frente CDD; Verônica de Almeida Baptista Gouveia , membro do Coletivo SOS/CDD Frente CDD; e Rui Teixeira Lima Jr, integrante do Laps/ENPS-Fiocruz.
 
Convidados: Ingrid Monteiro Siss Braga , faz parte daCasa Dona Amélia/ Frente CDD; Verônica de Almeida Baptista Gouveia , membro do Coletivo SOS/CDD Frente CDD; e Rui Teixeira Lima Jr, integrante do Laps/ENPS-Fiocruz.

Edição atual tal como às 15h17min de 14 de setembro de 2021


Sobre

"Favelas em Movimento" é a nova série de lives do Dicionário de Favelas Marielle Franco .Toda última terça-feira do mês, às 18h, no canal da VídeoSaúde (Distribuidora da Fiocruz), moradores(as) e representantes de favelas e periferias se encontram para um bate-papo sobre questões sociais, políticas, culturais e econômicas fundamentais para pensarmos a vida destas pessoas em um cenário pandêmico, mas também o futuro.

“A pandemia está nos deixando loucos!” - violência doméstica, desemprego, fome... Como atender?

Quarto episódio da série de lives: "Favelas em Movimento": “A pandemia está nos deixando loucos!” - violência doméstica, desemprego, fome... Como atender?

No quarto episódio da série "Favelas em Movimento", os convidados debateram os impactos à saúde mental nas famílias oriundas das favelas brasileiras ocasionadas pelo coronavírus e seus desdobramentos. Fatores como a fome e o empobrecimento, o aumento do desemprego e da violência doméstica após o início do isolamento social foram apontados como causas da sobrecarga mental destas populações durante a pandemia. Também foram discutidos os esforços em legitimar o debate sobre saúde mental no país, sobretudo nas periferias urbanas, e a importância desse diálogo no acompanhamento de famílias que enlutam entes queridos vítimas da Covid-19.


Convidados: Ingrid Monteiro Siss Braga , faz parte daCasa Dona Amélia/ Frente CDD; Verônica de Almeida Baptista Gouveia , membro do Coletivo SOS/CDD Frente CDD; e Rui Teixeira Lima Jr, integrante do Laps/ENPS-Fiocruz.

Mediadores: Alexandre Magalhães, professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e pésquisador do Dicionário de Favelas Marielle Franco; e Maria de Lourdes, integrante do CEACC Cidade de Deus