Painel Covid-19 nas favelas do Rio de Janeiro

De Dicionario de Favelas Marielle Franco
Ir para: navegação, pesquisa

A equipe do Dicionário de Favelas Marielle Franco apresenta um compilado de informações sobre o Novo Coronavírus nas favelas do Brasil. Reunindo pesquisas, reportagens, fotos, vídeos, comentários, artigos, ensaios e reflexões acadêmicas sobre os impactos do coronavírus na vida das favelas, pretendemos fortalecer o enfrentamento ao vírus nos locais. Para acessar os outros verbetes, clique aqui.

ATUALIZADO EM 29 DE JUNHO DE 2020

 

Painel Unificador Covid-19 nas favelas

Para acessar o painel, clique aqui!

 

Painel Unificador.png

Em resposta a esse enorme problema de coleta de dados, e inspirada pelas iniciativas do Voz das Comunidades, Redes da Maré e outros coletivos e grupos que realizam contagens de dados locais, uma coalizão crescente de organizações da sociedade civil baseadas em favelas e que as apoiam se reuniu em torno da pandemia da Covid-19 e hoje lança o Painel Unificador Covid-19 nas Favelas.

A organização Comunidades Catalisadoras (ComCat), que apoia mobilizadores de favelas em suas lutas há vinte anos, desenvolveu uma parceria com a Esri para criar o painel, disponível em www.favela.info. O Painel Unificador visa consolidar dados sobre casos prováveis ​​e confirmados (combinados em laranja) e mortes (em vermelho) das fontes comunitárias mencionadas acima, dezenas de relatores de favelas em toda a cidade, painéis publicados pelo governo e clippings de notícias. Ele também permite que os moradores relatem seus sintomas diretamente usando um algoritmo de verificação de sintomas, cujos resultados também aparecem no painel (em amarelo).

O objetivo principal do painel é apoiar os esforços de prevenção realizados por movimentos comunitários, para informarem seus vizinhos e pressionarem por políticas públicas necessárias, além de fornecer uma visão mais precisa do impacto da pandemia nas favelas. À medida que os moradores adicionam dados de seus sintomas à plataforma, pontos quentes de contágio se tornarão visíveis, informando áreas que requerem maior atenção e esforços de campanha para que famílias fiquem em casa. Com a participação dos relatores e outras fontes, a precisão dos dados de casos e óbitos confirmados também aumentará em relação aos dados publicamente disponíveis para as favelas, gerando uma visão mais clara do verdadeiro alcance da pandemia nas favelas do Rio. No processo de desenvolvimento do painel, os organizadores também estão aprimorando o mapa público de favelas disponibilizado pela Prefeitura do Rio de Janeiro, considerando as imprecisões observadas pelos relatores de favelas ao reportar seus dados de Covid-19.

Embora a sociedade civil seja limitada no que pode fazer para controlar uma pandemia no contexto da negligência histórica e acumulada ao longo de gerações pelo setor público nas favelas da cidade, o Painel Unificador Covid-19 nas Favelas é mais uma ferramenta que temos para agir.

Para saber mais sobre o painel, clique aqui e leia o release de lançamento completo, disponível na wikifavelas. 

 

Voz das Comunidades

Logocovid.png

Para acessar o painel atualizado em tempo real, clique aqui

O painel

Painel de atualização de coronavírus nas favelas do Rio de Janeiro, feito pelo Voz das Comunidades. Os dados começaram a ser atualizados no dia 10/04/2020.

 

15-06 Voz das Comunidades - Painel.jpg

Fonte das informações sobre os casos confirmados e óbitos confirmados

Prefeitura do Rio de Janeiro, Governo Estadual do Rio de Janeiro, Clínica da Família Zilda Arns, Clínica da Família Pavão-Pavãozinho e Cantagalo, Centro de Saúde Escola Germano Sinval Faria - ENSP, Clínica da família Victor Valla, Clínica da Família Maria do Socorro Silva e Souza, Clínica da Família Rinaldo De Lamare, Cms Dr Albert Sabin e Comitê SOS Providência

Fonte das informações sobre os recuperados

Prefeitura do Rio de Janeiro

#CoronaNasFavelas - Frente Maré

Para acessar o painel atualizado em tempo real, clique aqui!

15-06 Maré - Painel.jpg

Painel do Santa Marta

Feito por moradores da região, o painel reúne os resultados da pesquisa feita na favela. Confira clicando aqui

 

Painel do Alemão

Elaborado pela Clínica da Família Zilda Arns.

Para acessar o painel atualizado em tempo real clique aqui

15-06 Alemão - Painel.jpg

Painel de Manguinhos

Para ter acesso ao painel autalizado em tempo real, clique aqui

15-06 Manguinhos - Painel.jpg

Rocinha

Painel do Jornal Fala Roça

Os gráficos abaixo mostram a evolução do coronavírus na Rocinha. Neles, você pode acompanhar diariamente os dados sobre casos confirmados, óbitos e recuperados. Os dados são fornecidos pela Prefeitura do Rio de Janeiro, a partir do Painel Rio Covid-19.

As reportagens sobre o coronavírus na Rocinha podem ser encontradas neste link. Este painel é atualizado todos os dias, às 19h.

Painel Fala Roça.png

Para acessar o painel, clique aqui.

Painél Clínicas da Família

Feita por:

  • CLÍNICA DA FAMÍLIA MARIA DO SOCORRO SILVA E SOUZA (CF MSSS)
  • CLÍNICA DA FAMÍLIA RINALDO DE LAMARE (CF RDL)
  • CMS ALBERT SABIN (CMS SABIN)
    • ​Contato: rocinhacontraocorona@gmail.com

Tendo em conta a necessidade de um olhar específico para o covid-19 nas favelas e com inspiração em iniciativas semelhantes feitas no Complexo do Alemão e em Manguinhos, este painel tem o objetivo de tornar públicos os dados de vigilância feitos a nível local por profissionais de saúde da Rocinha.

A divulgação deste painel visa a compartilhar informações específicas da situação da Rocinha de forma mais detalhada e em tempo real, com o objetivo de empoderar a população com uma noção realista dos dados e reforçar a importância de estratégias de isolamento social.

  • Esclarecimento: este painel contempla apenas os casos de pessoas com indicação de internação hospitalar. Não estão incluídos nesta contagem os casos leves (com indicação apenas de isolamento domiciliar), que são a maioria dos atendimentos realizados nas clínicas da família.
Painel Rocinha - Clinica da Família.png

Para acessar o painel, clique aqui.

Coronazap Borel

Um sintoma aqui, outro ali, uma morte suspeita acolá. Sem dados oficiais de contaminação pelo coronavírus na comunidade, moradores do morro do Borel, na zona norte carioca, se veem no meio de uma luta contra um inimigo que invisibiliza suas vítimas e leva incertezas à favela. Para contornar a falta de notificações, o LeB (Laboratório de Estudos do Borel) lançou o CoronaZap, um serviço para monitorar casos suspeitos da Covid-19 na comunidade.

A ideia de fazer o levantamento surgiu quando os pesquisadores perceberam um aumento no número de mortes e de relatos de pessoas com sintomas do novo coronavírus na favela, que acompanhava o aumento dos casos de infectados na capital fluminense.

Para falar com o coronazap, mande mensagem para 21 98685-2496