Painel Covid-19 Santa Marta

De Dicionario de Favelas Marielle Franco
Ir para: navegação, pesquisa

Autoria: Thiago e Tandy Firmino

Veja também: Painel covid-19 nas favelas do Rio de Janeiro

Sobre o trabalho

 

O Grupo Alerta Santa Marta elaborou questionários, que estão sendo aplicados semanalmente via Google Forms, para os moradores responderem e ajudarem a mapear o número de pessoas que estão com sintomas ou contaminadas com Covid-19, assim como outros impactos da pandemia na favela. Esse mapeamento produzido pela própria população visibiliza os efeitos do coronavírus na favela, evidenciando que há dados que as estatísticas oficiais não estão mensurando.

 

Informações específicas:
Questionário 1 (29/04) – 351 respostas

Questionário 2 (06/05) – 283 respostas

Questionário 3 (15/05) – 164 respostas

Questionário 4 (22/05) – 258 respostas

 

Dados mantidos entre as 4 rodadas de aplicação do questionário:

  1. Não está saindo de casa: entre 25 e 30% dos moradores;
  2. Está saindo de casa para trabalhar: cerca de 33% dos moradores;
  3. Precisando sair de casa por outras razões: cerca de 40% dos moradores;
  4. Está usando máscara: cerca de 70% dos moradores;
  5. Mora em casa com 3 a 5 pessoas: cerca de 40% dos moradores.

 

Você apresentou algum sintoma de COVID-19?

Aumento de 47% para 57% de moradores dizendo que apresentaram sintomas.

SM 2.jpg

Você procurou atendimento em hospitais ou postos de saúde?

Aumento de 12% para 20% de moradores procurando por hospitais ou postos de saúde.

SM 3.jpg

Casos de COVID de parentes ou amigos:

SM 4.jpg

A rua ou o beco perto da sua casa foi higienizada pelos moradores no último mês?

Aumento de 88% para 98% de higienização.

SM 5.jpg

Quantos dias você ficou sem água no último mês? (Média das 4 pesquisas)

Dados mais expressivos:

- Apenas 14% não tiveram falta de água

- 55% ficaram de 1 a 5 dias

- 20% ficaram de 5 a 10 dias

SM 6.jpg

Balanço dos resultados

  • Em resumo, os questionários aplicados no Santa Marta nas últimas quatro semanas, indicam que a maior parte dos moradores que participaram da pesquisa estão tendo que sair de casa para trabalhar ou por outras razões.
  • Menos de 30% dos entrevistados estão conseguindo, de fato, fazer isolamento sem precisar sair de casa.
  • Isso é bastante preocupante, pois uma grande parcela dos moradores divide casa com 3 e 5 outras pessoas. Então, quando um sai, coloca todos da casa em risco.
  • Entre as pessoas que responderam sobre o recebimento de algum tipo de apoio, a maior parte recebeu da Associação de Moradores e de ONGs e um número menor recebeu auxílio do poder público.
  • 70% dos moradores que responderam o questionário estão usando máscara quando saem de casa. Ainda precisamos melhorar esse número. Todos devem usar máscara quando cruzarem a porta de casa.
  • Isso é necessário porque quase metade das pessoas que responderam a pesquisa já apresentaram alguns dos sintomas do da COVID-19.
  • E os questionários mostram que está aumentando o número de pessoas que estão tendo que procurar hospital e posto de saúde.
  • Além disso, é grande a porcentagem de moradores que respondeu o questionário e tem parentes e amigos que estão com suspeita ou confirmação de COVID-19. Há ainda muitos moradores que já perderam pessoas queridas devido à pandemia.
  • A higienização feita por voluntários da própria favela aumentou seualcance e está cobrindo 98% das ruas e vielas perto de casas dos moradores que responderam questionário.
  • No entanto, a CEDAE precisa solucionar com urgência o problema de água na favela. É inadmissível que no meio de uma pandemia mais da metade dos moradores que responderam questionário tenham ficado entre 1 a 5 dias sem água no último mês.
  • Se falta água, moradores do Santa Marta ficam impedidos de lavar as mãos com frequência como a OMS recomenda.
  • Além disso, voluntários que estão sanitizando as ruas e becos do Santa Marta encontram dificuldade de realizar esse trabalho que está salvando vidas na favela!
  • O acesso à água pela população da favela é um direito que está sendo violado!
  • O poder público, além de não ter um plano estruturado para ajudar no combate à COVID-19 nas favelas, ao não garantir o acesso a água, ainda atrapalha as ações de prevenção realizada dos próprios moradores. 

Campanha de Sanitização - Santa Marta Contra o Coronavírus

Clique aqui para ajudar

Clique aqui para saber mais

Campanha de Doações da Associação de Moradores - Santa Marta Pede Ajuda

Clique aqui para ajudar

Clique aqui para saber mais

Campanha de Doações do Grupo Eco

Clique aqui para saber mais

Pesquisas em detalhes

4º ciclo de pesquisa

O Grupo Alerta Santa Marta elaborou um questionário para os moradores responderem e ajudarem a mapear o número de pessoas que estão com sintomas ou contaminadas com Covid-19 no morro. Nesta quarta etapa da pesquisa, entre 22 e 26 de maio de 2020, 258 moradores responderam o questionário. Esse mapeamento, produzido pela própria população, visibiliza os efeitos do coronavírus na favela, evidenciando que há dados que as estatísticas oficiais não estão mensurando.

4a avaliação - Santa Marta (1).png
4a avaliação - Santa Marta (2).png
4a avaliação - Santa Marta (3).png
4a avaliação - Santa Marta (4).png
4a avaliação - Santa Marta (5).png
4a avaliação - Santa Marta (6).png
4a avaliação - Santa Marta (7).png
4a avaliação - Santa Marta (8).png
4a avaliação - Santa Marta (9).png
4a avaliação - Santa Marta (10).png
4a avaliação - Santa Marta (11).png
4a avaliação - Santa Marta (12).png

3º ciclo de pesquisa

O Grupo Alerta Santa Marta elaborou um questionário para os moradores responderem e ajudarem a mapear o número de pessoas que estão com sintomas ou contaminadas com Covid-19 no morro. Nesta terceira etapa da pesquisa, entre 15 e 18 de maio de 2020, 164 moradores responderam o questionário. Esse mapeamento, produzido pela própria população, visibiliza os efeitos do coronavírus na favela, evidenciando que há dados que as estatísticas oficiais não estão mensurando.

3a avaliação - Santa marta (1).png
3a avaliação - Santa marta (2).png
3a avaliação - Santa marta (3).png
3a avaliação - Santa marta (4).png
3a avaliação - Santa marta (5).png
3a avaliação - Santa marta (6).png
3a avaliação - Santa marta (7).png
3a avaliação - Santa marta (8).png
3a avaliação - Santa marta (9).png
3a avaliação - Santa marta (10).png
3a avaliação - Santa marta (11).png
3a avaliação - Santa marta (12).png
3a avaliação - Santa marta (13).png
3a avaliação - Santa marta (14).png
3a avaliação - Santa marta (15).png

2º ciclo de pesquisa - 09 de maio de 2020

O Grupo Alerta Santa Marta elaborou um questionário para os moradores responderem e ajudarem a mapear o número de pessoas que estão com sintomas ou contaminadas com Covid-19 no morro. Nesta segunda etapa da pesquisa, entre 06 e 09 de maio de 2020, 283 moradores responderam o questionário. Esse mapeamento, produzido pela própria população, visibiliza os efeitos do coronavírus na favela, evidenciando que há dados que as estatísticas oficiais não estão mensurando.

RTENOTITLE
RTENOTITLE
RTENOTITLE
RTENOTITLE
RTENOTITLE
RTENOTITLE
RTENOTITLE
RTENOTITLE
RTENOTITLE
RTENOTITLE
RTENOTITLE
RTENOTITLE
RTENOTITLE
RTENOTITLE
RTENOTITLE

 

 

1º ciclo de pesquisa - 30 de abril de 2020

O Grupo Alerta Santa Marta elaborou um questionário para os moradores responderem e ajudarem a mapear o número de pessoas que estão com sintomas ou contaminadas com coronavírus no morro. Entre 29 e 30 de abril de 2020, 350 moradores responderam o questionário. Esse mapeamento, produzido pela própria população, visibiliza os efeitos do coronavírus na favela, evidenciando que há dados que as estatísticas oficiais não estão mensurando.


SM 02.jpeg
SM 03.jpeg
SM 04.jpeg

SM 05.jpeg
SM 06.jpeg
SM 07.jpeg
SM 08.jpeg
SM 09.jpeg

* as opções dessa questão acabaram saindo duplicadas e serão refeitas na aplicação da próxima rodada do questionário.

SM 10.jpeg
SM 11.jpeg
SM 12.jpeg
SM 13.jpeg
SM 14.jpeg